segunda-feira, 30 de abril de 2012

Impressões da Viagem IV – A Comida


* - Anônima – Não entendi se você perguntou sobre a escola do Brasil ou de Montréal. Aqui no Brasil, estudamos na Babel Schools, e foi na Babel mesmo que fizemos os acertos para o intercâmbio na escola YMCA. Em ambas as escolas posso dizer que a estrutura e competência dos professores são ótimas! Deixe seu e-mail que posso te passar mais informações em pvt.


Hi / Bonjour (Esse é cumprimento padrão em Montréal) [Olá]
Que bom que vocês estão gostando!!

Bom vamos lá. O que falar sobre a comida??
Primeiro devo esclarecer que eu gosto muito de comer e gosto da diversidade, então será difícil eu reclamar de comidas. Hehehe :-)
Sempre ouvimos dizer que a comida dos “gringos” é “estranha”, cheia de gorduras, sem tempero, etc. uma comida feita para engordar e uma comida cara.
Como mineiro, confesso que estava temeroso de não me dar bem com a comida em Montréal. Embora tenha saído daqui com o propósito de entrar de cabeça e comer como os “quebecas” comem, afinal, se Deus quiser e abençoar, será minha comida rotineira por longos anos.
De cara, nós achamos que “em dólar” a comida não é cara, em alguns casos ela é até mais barata que em Curitiba (e sei que em muitas outras cidades brasileiras).
Nós fizemos duas experiências: comemos fora e também compramos comida para cozinhar.
Na média, para o almoço, pode-se gastar de 6,50 a 12,00 $Cad, comendo nas praças de alimentação das galerias, digo comer um prato de comida quentinha com uma bebida, não é fastfood (embora esta esteja também no meio).
No mercado, fizemos compras de frutas e verduras, congelados, pães e “besteiras”. Não chegou a ser uma compra de mês, mas pela tendência do que compramos e exploramos nos mercados, faço uma projeção assim: em uma compra “de mês” que no BIG aqui em Curitiba pagamos em torno de uns R$ 200,00 lá em Montréal deve ficar em uns 230,00 $Cad.
Ok! Você vai dizer mas é em Dólar!! Calma, quando estivermos lá, estaremos ganhando em Dólar também, logo o custo de vida não aumentará tanto assim. Há alguns outros detalhes tipo qualidade dos produtos, variedade, praticidade, etc. Nós gostamos e aprovamos.
Tínhamos a impressão, errônea, de que lá não deveria haver variedade de frutas, legumes, verduras e hortaliças. Adivinhem: Há uma variedade incrivelmente grande!! Como Montréal é um “mini-mundo” lá encontramos artigos do mundo inteiro! Em frente à estação Parc há uma “quitanda” que a maioria das coisas vendidas lá nós não fazemos nem ideia do que seja hehehe.
Para você ter uma ideia, tivemos o prazer de fazer uma Vaca-Atolada, com direito a cebolinha e salsa!
O que nos deixou um pouco decepcionados foi o fato de encontramos a “comida local”. Ok, encontramos sim, mas apenas 2 comidas típicas: a Poutine e a Tire sur neige (pirulito de sirop d´erable).
A Poutine é um prato feito à base de batata frita com queijo derretido e molho (alguns dizem que é molho barbecue, mas não tenho certeza, não me pareceu). Para quem gosta de batata frita pode ser uma grande pedida, eu não achei lá essas coisas. Em Montréal há uma casa muito famosa que serve diversos tipos poutine 24 h 7 dias por semana!!! É o La Banquise. Lá você pode encontrar desde a tradicional até a ultra-mega-blaster-power poutine (nós experimentamos dois tipos) uma poutine grande dá para 2 pessoas tranquilamente e fica em torno de uns 12,00 $.
O Tire sur neige é um pirulito feito da seguinte maneira: pega-se o sirop d’erable direto do “tacho”, fervente, e despeja-se sobre a neve, espera-se uns segundinhos e com um pequeno palito tipo picolé vai enrolando até formar um pirulito. Ele fica muito parecido com nossos pirulitos de “caramelo”.
A variedade de restaurantes é muito grande! Para você ter uma ideia, em 15 dias, eu só repeti um restaurante, e assim mesmo foi porque quis. Pensem numa praça de alimentação que tenha comida mexicana, tailandesa, chinesa, japonesa, árabe, indiana, coreana e outras... pra mim foi o máximo!!
Abaixo vão algumas fotinhas.

Prato combinado árabe

Poutine "fastfood"

Prato combinado mexicano

Nachos

Poutine "T-Rex" do La Baquise


Agradeço a vocês que estão lendo e comentando, é muito bom ver comentários!
Estou ficando meio sem assunto, se alguém quiser sugerir algum aspecto da viagem para que eu comente, estou aberto a sugestões.
Agradeço também àqueles que tem clicado nas propagandas, sei que não é normal a gente clicar nos links patrocinados do Google, e por isso agradeço a vocês que colaboram com este bloguinho. Se você ainda não clicou, please, s’il vous-plaît, por favor, clica aí vai, quem sabe algum dia eu até receba algum din-din do Sr. Google?!

À la prochaine mes amis!!

 P.S.: Acho que acharei mais fotos, revisite este post.

3 comentários:

  1. Desculpe não ter deixado claro. Queria saber sobre a escola que está aí em Quebec, a YMCA? Poderia falar um pouco sobre o curso, a escola, o ritmo das aulas etc. Estou tendendo bem a ficar nela quando for fazer o curso, mas as informações são poucas e desatualizadas. Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. Montreal é a cidade com maior quantidade de restaurantes per capita da America do Norte

    ResponderExcluir