quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

A busca da Qualidade de Vida

Bonjour mes amis (Bom dia meus amigos)

Como vocês já devem ter notado eu leio muito blogs de outras pessoas, pois é, existe muita coisa boa escrita nos blogs e que ajudam pra caramba! =D> aplausos
No ano passado eu li um post do Sandro (Os Patos Migram em Bando) que mexeu comigo e que deve, de fato, mexer com todos os que pensam na emigração como solução para suas vidas.
O post do Sandro tem por título "O que é Qualidade de Vida?" ele fez em duas partes esse questionamento com o objetivo de nos fazer pensar para que no futuro não haja desilusões e decepções. O:-) anjinho

Eu não vou nem plagiá-lo nem parafraseá-lo, vou transcrevê-lo!;) piscando:"> envergonhado:D sorrisão

Com o devido respeito ao autor e pedido sua permissão, transcrevo abaixo a primeira parte dos posts.
Espero que, assim como eu, vocês possam refletir sobre a motivação e objetivos da busca de um lugar no Canadá!

Boa leitura!

O que é qualidade de vida? – Parte 1

Publicado em 20 de maio de 2011 - Escrito por Sandro
Happiness
Quase todo imigrante, ou candidato à imigrante, já falou a frase “estou em busca de qualidade de vida”. Eu não só ouvi isso mil vezes como também disse isso muito. Mas o que seria então qualidade de vida? Como podemos medir a qualidade da nossa vida atualmente para compará-la com o passado ou com o futuro?
Para justificar a nossa certeza de que a vida vai ser muito melhor ao mudar de país, geralmente usamos o IDH – Índice de Desenvolvimento Humano – adotado pela ONU para medir o desenvolvimento de um país ou uma região. Esse índice mede critérios como: expectativa de vida, educação e renda. Segundo esse índice, o Canadá dá uma goleada no Brasil sendo o 8º do ranking, enquanto o Brasil vem em 73º lugar – dados de 2010.
Acontece que o IDH mede o desenvolvimento de um país e não a qualidade de vida do seu povo. A violência, a exclusão social e má distribuição de renda são diluídas em médias. De nada adianta um país ter um PIB per capita alto se 10% da população fica com 90% da renda. Da mesma forma as diferenças entre regiões do mesmo país somem nas média. O município brasileiro campeão no IDH – São Caetano do Sul,  SP – tem índice superior a média do Canadá, mas outros municípios puxam a média brasileira lá para baixo.
Existe uma metodologia mais pessoal para avaliar a qualidade de vida? Como avaliar se eu vivo com mais qualidade hoje – em Montreal, Quebec, Canadá – do que a 2 anos atrás – em Curitiba, Paraná, Brasil? A reposta pode estar no WHOQOL da Organização Mundial de Saúde

World Health Organization Quality of Life

O nome é estranho e a sigla – WHOQOL – é terrível. Mas a OMS criou um método de avaliação de qualidade de vida mais subjetivo e pessoal. E segundo ele é possível comparar a qualidade da minha vida e não do país em que eu vivo. Esse índice é dividido em 6 domínios e vou comentar cada um deles na num próximo post.
O interessante é que essa metodologia da OMS inclui outros aspectos que vão além de segurança e educação. A imigração pode trazer na verdade a perda de qualidade de vida em alguns aspectos e o ganho em outros. O balanço final, é muito pessoal. Segue, por enquanto, a lista de aspectos medidos pelo WHOQOL:

Domínio I – Domínio físico
1. Dor e desconforto
2. Energia e fadiga
3. Sono e repouso
Domínio II – Domínio psicológico
4. Sentimentos positivos
5. Pensar, aprender, memória e concentração
6. Auto-estima
7. Imagem corporal e aparência
8. Sentimentos negativos
Domínio III – Nível de Independência
9. Mobilidade
10. Atividades da vida cotidiana
11. Dependência de medicação ou de tratamentos
12. Capacidade de trabalho
Domínio IV – Relações sociais
13. Relações pessoais
14.Suporte (Apoio) social
15. Atividade sexual
Domínio V- Ambiente
16. Segurança física e proteção
17. Ambiente no lar
18. Recursos financeiros
19. Cuidados de saúde e sociais: disponibilidade e qualidade
20. Oportunidades de adquirir novas informações e habilidades
21. Participação em, e oportunidades de recreação/lazer
22. Ambiente físico: (poluição/ruído/trânsito/clima)
23. Transporte
Domínio VI- Aspectos espirituais/Religião/Crenças pessoais
24. Espiritualidade/religião/crenças pessoais

Continua… (Parte 2)

À bientôt!


Nenhum comentário:

Postar um comentário